sábado, 1 de dezembro de 2012

''Como melhorar a vida a dois sem discutir relação''

Antes de dizer que os homens fogem da raia 
na hora de passar o relacionamento a limpo, 
aprenda outras formas de abrir espaço 
para o entendimento


Existem segredos valiosos para melhorar a comunicação do casal. O primeiro é jamais fazer aquilo em que nós, mulheres, somos mestres: chamar o outro para discutir a relação. "Não transforme a conversa em um grande acontecimento",  isso pode aterrorizar o companheiro, que imediatamente vai acionar suas defesas. Como resolver, então? Empurrando os problemas para debaixo do tapete? Não, mas aprendendo novas formas de abordá-los.Na opinião do especialista, o ideal é resolver um problema de cada vez, de preferência na hora em que ele surgir. Tente compreender o outro lado, pergunte se for necessário e desfaça mal-entendidos antes de reagir com indignação a qualquer coisa. "Nem sempre é o caso de usar palavras", O seu modo de agir ou o silêncio também podem ser eloqüentes",
 Então, em vez de reclamar mil vezes do mesmo assunto, tente não se manifestar quando a situação tensa ocorrer. Em algum momento, o parceiro acabará sentindo falta da sua intervenção. A conversa surgirá de forma mais natural e ele estará desarmado para ouvi-la.O sexo pode ser outro bom recurso ainda que, como lembra a terapeuta, "diferentemente do homem, a mulher não costuma sentir desejo se está magoada". Sua recusa é um modo de expressar seu desconforto. "Mas não raro a intimidade proporcionada pelo sexo ajuda a resolver algumas questões sem mais complicação", Alguns temas são mais espinhosos. Falar da família do outro, por exemplo, exige cuidado extra - nessa seara, qualquer comentário pode irritar ou ferir. Problemas financeiros também têm levado muitos casais ao divã. E ninguém deve pressionar o parceiro que está passando por um revés profissional. Ele vai se sentir humilhado, quando precisaria de motivação. Porém, se essa 
situação se cristaliza e você se sente carregando o outro nas costas, será necessário tomar uma atitude - nem tudo se resolve só com um papo. Qualquer diálogo naufraga quando o pedido vira cobrança. Ou seja, se, em vez de solicitar o que deseja, alguém acusa que o outro deve. "Homens e mulheres agem do mesmo jeito. Ambos cobram muito, mas no fundo acham que não devem nada. A diferença é que a mulher costuma expressar isso, já o homem, embora também alimente altas expectativas em relação à companheira, evita comentários. 
Nessas circunstâncias, é comum que a mulher torne-se a porta-voz dos problemas e depois se ressinta dessa posição, porque aí parece que os dilemas são dela e não do casal. Não é só o conteúdo da conversa que importa mas também o momento: não aborde temas delicados quando estiverem cansados, na fila do supermercado ou prestes a sair para uma festa. O risco de o assunto ficar pela metade e vocês estragarem a noite é grande. O que não significa passar a vida engolindo as mágoas, e sim desenvolver o senso de oportunidade para tratar delas. Se o confronto for inevitável, é importante que cada um perceba o lugar que quer ocupar na discussão. Colocar-se no papel de vítima, provocando a culpa ou até a pena do parceiro, não funciona. "Quem age assim perde a admiração do par''. Assumir o papel de algoz e ficar fazendo ameaças também é danoso - o outro pode até fazer o que você quer, mas a que preço? O respeito será destruído. Para a conversa não afundar, cabe aos dois tomar conta do navio. 
Por fim, se o seu amor atender a um pedido seu, cuidado para não dar uma de chata. Por exemplo, se você sempre reclama que ele chega tarde em casa e falta tempo para ficarem juntos, na noite em que ele chegar cedo, evite as alfinetadas irônicas. Não vá sair com um: "Até que enfim". Use a técnica do reforço positivo: receba-o bem, convide-o para fazer algo interessante, demonstre o prazer que sente em ficar ao lado dele. Assim, ele vai querer repetir a dose. 
(Texto tirado da net- Revista Claúdia)



Nenhum comentário:

Postar um comentário